Operação Floresta Segura 2019 inicia ações de sensibilização na Chamusca

 A cerimónia de formatura geral do início de trabalhos da Operação “Floresta Segura” 2019 realizou-se esta sexta-feira, dia 8 de março, no Município da Chamusca, no Largo 25 de Abril, junto aos Paços do Concelho.

Na formatura estiveram presentes 22 militares e várias viaturas do Comando Territorial da GNR de Santarém e, em maior número, do Grupo de Intervenção Proteção e Socorro (GIPS) da GNR que vão ter a responsabilidade direta de realizarem as várias ações de sensibilização para a importância da limpeza dos terrenos e para as novas regras para o uso do fogo para controlo do combustível florestal (queimas e queimadas).

As ações vão realizar-se em todas as freguesias do concelho da Chamusca. Na cerimónia estiveram também os presidentes e representantes das Juntas e Uniões de Freguesia, que acompanharam os militares da GNR nas ações de sensibilização que se realizaram neste dia nas várias localidades do concelho.

No Largo 25 de Abril esteve parqueado o Posto Móvel da Unidade de Intervenção do Comando Territorial da GNR com informação sobre a Operação Floresta Segura 2019.

O Presidente da Câmara Municipal da Chamusca, Paulo Queimado, salientou “a importância extrema” dos militares da GNR estarem no terreno. “Dá-nos algum conforto, no sentido de podermos cumprir o disposto legal. O concelho da Chamusca foi, durante muito tempo, altamente fustigado pelos incêndios, mas destaco a experiência da resiliência da população e o bom resultado que foi a Operação de 2018, salientando que o ano passado foi um ano calmo em relação aos incêndios, muito graças ao envolvimento da população, proprietários e autarquias locais, e foi muito importante o trabalho desenvolvido pela GNR em articulação com as freguesias, com os bombeiros, com todas as forças da Proteção Civil. Estamos totalmente disponíveis para continuar a apoiar no que for necessário e contem sempre com o Município da Chamusca”, foram as palavras dirigidas pelo Presidente da Câmara às forças militares em parada.

O tenente-coronel da GNR, Pinto Reis, que comandou as forças em parada, salientou que as ações no terreno visam “sensibilizar e envolver toda a sociedade para o cumprimento voluntário” da obrigatoriedade de limpeza dos terrenos e da aplicação de medidas de prevenção contra incêndios.

Recorde-se que o Município, através do Gabinete Técnico Florestal Intermunicipal, realizou, entre 6 e 8 de março, diversas sessões de esclarecimento e de informação sobre limpeza de terrenos, queimas e queimadas em todas as freguesias e principais localidades do concelho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *