Município de Coruche candidata-se às 7 Maravilhas da Cultura Popular

O Município de Coruche candidatou-se às 7 Maravilhas da Cultura Popular nas categorias
Artesanato, Lendas e Mitos , Festas e Feiras, Músicas e Danças, Rituais e Costumes, Procissões e
Romarias e Artefactos.
A cestaria em junco, pertencente à categoria Artesanato, poderá ser definida como a técnica de
fabricação de cestos ou, num sentido mais lato, como um conjunto de objetos ou utensílios obtidos
através de fibras de origem vegetal. Esta arte vai-se reinventando a cada dia que passa, enveredando
sobretudo pelo registo decorativo e procurando os emergentes mercados turísticos.
A Lenda da Vila de Coruche, inserida na categoria Lendas e Mitos, conta histórias de conquista e
devoção, que resistem ao tempo e influenciam gerações na transmissão da cultura popular.
Na categoria Festas e Feiras temos o Cortejo Histórico e Etnográfico, uma recriação dos usos e
costumes dos saberes de Coruche, que culmina com um desfile anual como ponto alto das
festividades populares.
A música “Aqui está Coruche” é candidata na categoria Músicas e Danças e é resistente ao tempo
e a que melhor identifica os coruchenses e que a larga maioria reconhece e sabe cantar.
A arte do descortiçamento pela mão do tirador de cortiça candidata-se na categoria de Rituais e
Costumes, sendo uma arte ancestral que assenta na operação e no saber fazer tradicional, pelo
tirador de cortiça, e que permite a separação da casca da árvore adulta sem a ferir de morte,
conferindo-lhe a capacidade de auto-regeneração e a continuidade de ciclos de produção.
Na categoria de Procissões e Romarias é candidata a devoção e procissão em honra de Nossa
Senhora do Castelo, parte integrante de uma das mais antigas romarias do ribatejo de que há
memória e uma enorme manifestação de fé e solenidade, em sinal de agradecimento pela presença
na vida e no quotidiano.
O Cocho, inserido na categoria Artefactos, é feito de cortiça e utilizado para beber água, e é uma
peça que simboliza perfeitamente a relação do Homem com a Natureza e o seu engenho em tirar
proveito das matérias-primas que fazem parte do território assumindo, por isso, um importante
papel na comunidade coruchense, quer do ponto de vista económico, quer na perspetiva cultural.
A edição de 2020 pretende homenagear a manutenção e afirmação inequívoca desta autenticidade,
com manifestações em múltiplas categorias culturais, inerentes à importância da cultura popular
portuguesa.
A organização do evento disponibiliza o seguinte cronograma para as candidaturas:
Na primeira fase decorreram as candidaturas, entre 7 de novembro de 2019 e 8 de março de 2020.
Numa segunda fase, entre março e abril de 2020, será feita a seleção de 21 patrimónios candidatos
por Distrito ou Região Autónoma. Na terceira fase serão selecionados 7 candidatos por Distrito ou
Região Autónoma. Na quarta fase, entre julho e agosto de 2020, serão as eliminatórias regionais,
por distritos e regiões autónomas, durante as quais os 140 patrimónios Finalistas Regionais por
distritos e regiões autónomas são apresentados para votação pública. Dos 7 patrimónios Finalistas
Regionais selecionados será encontrado apenas um património vencedor por distritos e regiões
autónomas, sendo que a lista dos 20 apurados será finalizada em agosto de 2020. Na quinta fase
será feita a repescagem, isto é, os 20 segundos classificados nas Eliminatórias Regionais do
Concurso serão submetidos a uma nova votação para apurar os mais votados e destes, 5 ou 8,
seguirão para as Meias-Finais. A sexta e penúltima fase consiste nas Meias-Finais 7 Maravilhas da
Cultura Popular e decorre na última semana de agosto, através de dois programas transmitidos em
direto na RTP1. Nas Meias-Finais, os 14 Pré-Finalistas são votados para serem apurados os 7
Finalistas que irão participar na Gala Finalíssima. A sétima e última fase consiste na Finalíssima 7
Maravilhas da Cultura Popular, numa gala que decorre a 5 de setembro de 2020 e será transmitida
pela RTP1 e RTP Internacional, em horário nobre.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *