A inauguração da 39ª edição do Festival de Nacional de Gastronomia de Santarém, que decorre na Casa do Campino, entre 24 de outubro e 3 de novembro, teve lugar esta quinta-feira, dia 24, pelas 18 horas.

O recinto abriu portas as 12:00hrs com algum publico a frequentar as Tasquinhas.O Município de Almeirim esteve presente com o seu Presidente Pedro Ribeiro e alguns vereadores tendo sido apresentado os Vinhos da Adega de Almeirm e a tradicional “Caralhota” pão daquela zona.

Ricardo Gonçalves, Presidente da Câmara Municipal de Santarém (CMS), António Ceia da Silva, Presidente da Entidade Regional de Turismo do Alentejo e Ribatejo (ERTAR), que falou sobre o livro “Caminhos de Santiago” e José António Marques, Presidente da Confraria da Gastronomia do Ribatejo, falaram da importância do Festival no panorama do turismo português, que tem crescido nos últimos anos.

Seguiu-se a assinatura do protocolo entre a Câmara Municipal de Santarém e a Confraria da Gastronomia do Ribatejo, para a elaboração e promoção da Carta Gastronómica do concelho de Santarém, que deverá ser lançada em 2020, por ocasião das comemorações do 40º Festival Nacional de Gastronomia de Santarém.

O Presidente da CMS destacou que o tema do Festival volta a estar em consonância com o da Feira Nacional da Agricultura, este ano “O Vinho e a Vinha” assumem um lugar de relevo.

Seguiu-se uma visita com toda a comitiva as Tasquinhas ao artesanato assim como a todo o certame.

Os grandes Chefs portugueses voltam a estar em destaque nos “Banquetes”: cada um com capacidade para apenas 30 pessoas, ao longo dos 11 dias do Festival: Rui Paula (estrela Michelin) a 25 de outubro, Chakall a 26, Óscar Gonçalves (estrela Michelin) a 31, os scalabitanos João Correia e Rodrigo Castelo, a 1 de novembro, e Justa Nobre no dia 2 de novembro.

Ao todo este certame conta com 12 tasquinhas típicas, que mostram o melhor de norte a sul de Portugal, incluindo as ilhas dos Açores e Madeira. Sem esquecer 27 os expositores que representam o melhor da doçaria tradicional e conventual, assim como do artesanato português.

Ver Galeria de Fotos em Baixo

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *