A apresentação oficial da 52ª Feira Nacional de Agricultura/ 62ª Feira do Ribatejo decorreu ontem, dia 4, no Centro Nacional de Exposições e Mercados Agrícolas (CNEMA), em Santarém.
O evento realiza-se de 6 a 14 de Junho e incide na temática “Floresta Portuguesa” porque, segundo o secretário geral da Confederação dos Agricultores de Portugal (CAP) e Administrador do CNEMA, Luís Mira, “a floresta também é um sector extremamente importante. No ano passado a floresta teve uma pequena presença na feira. Este ano, essa presença será mais forte: é um sector eminentemente exportador. Tanto a pasta de papel, como a cortiça ou o contraplacado são produções com grande peso nas exportações. É um sector extremamente importante e queríamos tê-lo com uma presença mais forte na feira. Não faz sentido falarmos na agricultura e deixarmos a floresta de lado”, frisou.
Segundo o responsável, “fizemos um investimento global de 1 milhão de euros e vamos apresentar diversas inovações, disponibilizando melhores condições, para quem nos visita e para quem expõe.” Na rua dos restaurantes e entre as Naves B e C vão ser criadas zonas de sombreamento e colocados sistemas de arrefecimento próprios, de forma a criarem conforto e comodidade a todos os que frequentarem o evento. “Também a pensar no bem-estar animal, reorganizamos o espaço e vamos juntar todos os animais. Vão ser instaladas novas estruturas, que irão melhorar as condições aos animais. Vão existir zonas de sombreamento para que os animais tenham uma estadia melhor do que aquela que tinham, mais sossegada e para que os visitantes também possam ver os animais todos, de forma a que estes não estejam espalhados pela feira”, adiantou o administrador do CNEMA. Outra novidade desta edição é a criação de sinalética específica com o objectivo de criar circuitos de visita para profissionais e público em geral.
No Salão Prazer de Provar, os visitantes poderão provar alguns dos melhores vinhos de Portugal, como habitualmente. Este ano, a novidade é degustar os produtos pelo valor de 0,50€. Na compra do copo, o visitante recebe de imediato dois vouchers de prova gratuitos.
A Feira vai assumir, nesta edição, um compromisso com a reciclagem, em parceria com a Resitejo. “O ano passado produzimos 110 toneladas de lixo. Este é um projecto para os próximos três anos: vamos ver como corre e estabelecer metas”, disse Luís Mira.
A Feira Nacional de Agricultura e a CP – Comboios de Portugal vão estabelecer uma parceria que permite aos visitantes do certame viajar de comboio com bilhetes mais baratos. Os visitantes da feira vão usufruir de 30% de desconto, em viagens de ida e volta, em qualquer classe, e em todos os comboios, entre os dias 5 e 15 de Junho. Para a deslocação até ao espaço da feira (com passagem pela estação ferroviária), estará em funcionamento um autocarro gratuito entre as 9h e as 3h, com frequência de hora a hora durante a semana e de meia em meia hora aos fins-de-semana e feriados.
Luís Mira sublinhou que a feira vai dar especial atenção à vertente profissional através de colóquios, seminários e workshops, que vão decorrer ao longo dos nove dias da feira.
Em forma de balanço, Luís Mira frisou que “o ano passado tivemos mais de 203 mil visitantes e 35% dessas pessoas estavam ligadas ao sector da agricultura. Pelo menos 40.000 pessoas, que por aqui passam todos os anos, estão ligadas ao sector”.
Os produtos premiados nos Concursos Nacionais, nomeadamente “Os Melhores dos Melhores”, estarão em exposição no Salão Prazer de Provar. Segundo o administrador do CNEMA “os concursos têm vindo a estimular a concorrência e a promover a competitividade entre todos aqueles que apresentam as suas amostras. As amostras têm vindo a aumentar ao longo dos anos”, disse. No dia 7 de Junho terá lugar a entrega de prémios dos Concursos organizados em conjunto com a Qualifica. No dia seguinte, o destaque é dado ao Azeite. No dia 12, destaca-se a Entrega-se de prémios do Concurso Nacional de Mel e Embalagens de Mel que o CNEMA promove com a Federação Nacional dos Apicultores de Portugal.
No Salão Prazer de Provar estarão presentes “A Padaria da Feira”, “A Mercearia da Feira” e as “Provas na Cozinha”.
Tal como em anos anteriores, estará em exposição uma mostra alargada de diferentes raças autóctones bovinas, assim como dezenas de equinos, suínos, caprinos e ovinos. Também este ano decorrerão vários concursos, na área da pecuária.
Pelo sexto ano consecutivo, a Feira Nacional de Agricultura conta com a presença da Feira Empresarial da Região de Santarém (FERSANT), iniciativa esta que pretende representar a economia da zona. Por outro lado, decorrerá a 2ª edição de Verão da Lusoflora – Exposição e Venda de Flores e Plantas de Portugal.
No que diz respeito à animação nocturna os visitantes poderão assistir às largadas de toiros, desfiles e provas de campinos, actividades equestres, demonstrações de escolas de toureio, treino de forcados, provas de velocidade, perícia e condução de cabrestos, exibições de folclore e música tradicional e popular. Quanto aos concertos, no dia 6 de Junho (sábado) são os The Gift que sobem ao palco principal. Tiago Bettencourt e David Antunes&The Midnight Band actuam no dia 9; Os Azeitonas sobem ao palco no dia 12 e Anselmo Ralph no dia 13.
A Feira Nacional de Agricultura associa-se também à corrida de toiros comemorativa do 100º Aniversário do Grupo de Forcados Amadores de Santarém, que decorre no dia 6 de Junho, pelas 17h, na Praça Celestino Graça.
O preço do bilhete diário é de 7 euros, as cadernetas de 10 bilhetes são 45 euros e o Livre-Trânsito são 20 euros. No dia 8 a entrada é gratuita. Estes podem ser adquiridos nas bilheteiras do CNEMA, CTT e Ticketline.

Vânia Cláudio

DSC_0062 DSC_0069

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *