Município de Azambuja coloca 400 armadilhas no combate à Vespa Asiática

Aviso à população.

O Município de Azambuja informa que no âmbito das medidas de combate às Vespa Asiática serão colocadas 400 armadilhas, distribuídas pelo concelho.

Estas armadilhas têm como objetivo a captura de vespas rainhas, que são as fundadoras de novas colónicas, impedindo assim, a criação e o desenvolvimento de novos ninhos. Em simultâneo, estas armadilhas irão monitorar as diferentes áreas do município de forma a identificar as zonas mais críticas da presença desta espécie. De referir, que em 2020 foram capturadas cerca de 120 vespas rainhas.

A Vespa velutina (asiática) é uma espécie exótica, proveniente da região norte da India, leste da China, da Indochina e do arquipélago da Indonésia. Em Portugal, a sua presença foi confirmada inicialmente no norte do país em 2011. Na época da primavera constroem ninhos de grandes dimensões, preferencialmente em árvores com mais de 10 metros de altura e em locais isolados, raramente utilizando edifícios.

A vespa asiática não é considerada mais perigosa para seres humanos do que a vespa europeia. No entanto, os principais efeitos da presença desta espécie não indígena manifestam-se na apicultura – por se tratar de uma espécie carnívora e predadora de abelhas; e na saúde pública – apesar de não serem mais agressivas para o ser humano que as espécies autóctones, reagem de modo agressivo, se sentirem ameaças aos seus ninhos, podendo perseguir a fonte de ameaça por algumas centenas de metros.

Solicita-se que no caso de avistar vespas asiáticas, ou os seus ninhos, contactem-nos através do 263 400 877 ou ambiente@cm-azambuja.pt.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *