Decorreu, na passada sexta-feira, 6 de maio, a inauguração do Posto de Atendimento a Turistas de Fátima, uma cerimónia que contou com a presença da Secretária de Estado do Turismo, Ana Mendes Godinho, do Presidente da Entidade Regional Turismo do Centro, Pedro Machado, e do Presidente da Câmara Municipal de Ourém, Paulo Fonseca.

O Reitor do Santuário de Nª Sr.ª de Fátima, Padre Carlos Cabecinhas, procedeu à bênção das instalações, seguindo-se uma atuação pelos alunos do Conservatório de Música de Ourém e Fátima.

Paulo Fonseca, presidente da Câmara Municipal de Ourém, distinguiu a parceria “muito ativa, empenhada, solidária e de confiança entre a Câmara e a ACISO” na construção deste equipamento que custou 190.474,05€, comparticipado em 112.613,12. A Entidade Regional de Turismo do Centro de Portugal comparticipou com 12.500€, consignado à aquisição de mobiliário.

“É preciso ter boas condições de receção, boas condições para informar o visitante, para lhes dar condições de conforto para que ele se sinta em casa e para que, ao mesmo tempo, possamos nessa circunstância aproveitar para promover um conjunto de outras ofertas que temos no nosso concelho e na nossa região”, destacou Paulo Fonseca, lembrando que “a nossa grande luta é que as pessoas durmam mais tempo em Fátima, porque ao dormirem mais tempo deixam mais dinheiro cá, criam mais emprego e mais riqueza”.

A secretária de Estado do Turismo, Ana Mendes Godinho, considerou Fátima como “uma porta de entrada” para os turistas conhecerem o país, apontado a cidade como exemplo a seguir. “Esta é uma montra para mostrar o que é o resto do país. A partir daqui, Fátima é uma porta de entrada para os turistas conhecerem Portugal”.

A secretária de Estado lembra que Fátima é, “por si só, o que mobiliza para conhecer Portugal”. Em 2015 passaram pela cidade 6,7 milhões dos 17 milhões de turistas que visitaram o país.

“O grande desafio, além de continuar a crescer no valor que cá deixam [os turistas] e no aumento do tempo de estadia quando cá vêm, é garantir que as pessoas fiquem viciadas e fidelizadas a Portugal”, sublinhou Ana Mendes Godinho.

“Temos ainda muito por crescer e por avançar. Fátima tem sido um bom exemplo no sentido daquilo que cada vez mais temos de fazer: acrescentar valor à nossa oferta, através da diversificação de produtos e da criação de novos atrativos que mobilizem as pessoas a conhecer outras zonas que não as tradicionais que já conhecem”, acrescentou.

O presidente do Turismo do Centro, Pedro Machado, deseja que o Posto de Turismo de Fátima seja também “o posto de turismo da sub-região do Médio Tejo, uma porta da região centro de Portugal e também um posto de turismo da marca Portugal”.

“O fluxo acima dos seis milhões de visitantes em Fátima, na região centro e em Portugal, mostra bem a dimensão que este posto de turismo vai representar”, sublinha.

inauguracaoPTFatima-1 inauguracaoPTFatima-2

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *