O Festival Nacional de Gastronomia de Santarém foi escolhido como um dos principais acontecimentos de Portugal na 2.ª metade do século XX

No ano em que Santarém celebra 40 anos do Festival Nacional de Gastronomia a Fundação Francisco Manuel dos Santos e o Círculo de Leitores identifica a criação do Festival Nacional de Gastronomia de Santarém, nos anos 80, como um acontecimento de destaque no Concelho e no País.

Estas entidades elaboraram uma cronologia da história de Portugal contemporâneo entre 1960 e 2018, que conta com 8000 acontecimentos de destaque. Trata-se do mais completo e mais abrangente trabalho cronológico sobre Portugal Contemporâneo, na continuidade e revisão da bem conhecida História de Portugal em Datas, também promovida pelo Círculo de Leitores, mas que terminava em 1996. Deste modo, com o saber que é reconhecido a estas entidades, contando com autoria de Paulo Silveira e Sousa, António J. Ramalho, Octávio Gameiro e com coordenação de António Barreto, o Festival Nacional de Gastronomia de Santarém mereceu destaque na história recente de Portugal.

Para o Presidente da Viver Santarém, João Teixeira Leite, é um importante reconhecimento que vem reforçar a valor imaterial deste evento e da estratégia definida pelo Município e pela Viver Santarém “trata-se de um importante evento nacional, a sua força e dinâmica justifica que Santarém viva ao longo do ano vários acontecimentos em torno da Gastronomia, é o que estamos a fazer e queremos dar a devida continuidade, somos a Capital da Gastronomia”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *