A Vila Medieval de Ourém assistiu pelo 17º ano consecutivo à encenação da Via-Sacra, uma das recriações históricas mais bem conseguidas a nível nacional e momento alto das celebrações da Semana Santa que terminaram no domingo de Páscoa.
Mais de 90 figurantes, acompanhados pela Sociedade Filarmónica Ouriense, recriaram o último dia de vida terrena de Jesus Cristo, representado uma vez mais por António Gonçalves.
Foi muito o público que se deslocou até á Vila Medieval de Ourém e acompanhou o cortejo pelas 14 estações da Via-Sacra, numa cerimónia emotiva que é já um dos momentos mais altos do cartaz turístico e cultural oureense.
A Via-Sacra ao Vivo começa com a entrada triunfal de Jesus Cristo em Jerusalém, prosseguindo com a Última Ceia, o Jardim das Oliveiras, a sua prisão e a cena de Judas arrependido. Depois segue-se a recriação das 14 estações da Via-Sacra e a Procissão do Senhor Morto até à Igreja da Colegiada.
A Via-Sacra ao Vivo tem organização do Município Ourém, Junta de Freguesia de Nossa Senhora das Misericórdias e Paróquia de Nossa Senhora das Misericórdias, com o apoio da Sociedade Filarmónica Ouriense, Pousada Conde Ourém e da comunidade local.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *